Disponível resultado da pesquisa pública da Justiça Federal para revisão da estratégia

16/09/2020 às 12:48

         A Secretaria de Estratégia e Governança do Conselho da Justiça Federal (SEG/CJF) divulgou os resultados da pesquisa pública promovida pela Justiça Federal nos meses de junho e julho de 2020. A consulta pública teve como objetivo coletar insumos para a revisão da estratégia para o novo ciclo 2021– 2026 do Planejamento Estratégico da Justiça Federal, conforme preconiza a Resolução CNJ n. 221/2016.

        

         Participaram da pesquisa 12.582 pessoas, entre magistrados, advogados, servidores e jurisdicionados. De acordo com o relatório final, 56,9% dos que responderam a consulta concordam que a Justiça Federal tem garantido à sociedade uma prestação jurisdicional acessível, rápida e efetiva, enquanto 67,8% consideram que a Justiça Federal tem cumprido seu papel com transparência.

 

         Todos os macrodesafios do Poder Judiciário foram priorizados por, pelo menos, 70% dos respondentes, conforme se verifica abaixo:

 

§  Garantia dos direitos fundamentais - 80%;

§  Enfrentamento à corrupção, à improbidade administrativa e aos ilícitos eleitorais – 78%;

§  Fortalecimento da estratégia nacional de TIC e de proteção de dados – 76%;

§  Fortalecimento da relação institucional do Judiciário com a sociedade – 73%;

§  Aperfeiçoamento da gestão da Justiça criminal – 73%;

§  Aperfeiçoamento da gestão orçamentária e financeira – 72%;

§  Aperfeiçoamento da gestão administrativa e da governança judiciária – 72%;

§  Consolidação do sistema de precedentes obrigatórios – 71%;

§  Aperfeiçoamento da gestão de pessoas – 71%;

§  Agilidade e produtividade na prestação jurisdicional – 71%;

§  Prevenção de litígios e adoção de soluções consensuais para os conflitos – 70%; e

§  Promoção da sustentabilidade – 70%.

         Também foram sugeridos outros temas, como os relacionados aos benefícios previdenciários e à saúde.

         Segundo o SEG, os resultados demonstram que o desafio de aperfeiçoar a gestão administrativa e melhorar a prestação jurisdicional permanece, o que demanda a elaboração de um planejamento estratégico inovador e audacioso, a fim de tornar a Justiça Federal célere e efetiva.

Consulta

         Em abril de 2020, o Conselho da Justiça Federal e os Tribunais Regionais Federais, representados por seus gestores de metas e responsáveis pelas áreas de gestão estratégica, iniciaram a revisão da estratégia da Justiça Federal para o próximo ciclo 2021 – 2026.

         Conforme preconizado pela Resolução CNJ n. 221/2016, que institui princípios de gestão participativa e democrática na elaboração das metas nacionais do Poder Judiciário, foi realizada Pesquisa Pública, por meio da qual 12.582 respondentes, entre magistrados, advogados, servidores e jurisdicionados, puderam opinar sobre processo de revisão da estratégia.

         Mais informações sobre a pesquisa pública estão disponíveis no Observatório da Estratégica da Justiça Federal; clique aqui para acessar o banner da pesquisa.

 

Por: Conselho da Justiça Federal


 Imprimir